Educação se sobressai em Índice Paulista de Responsabilidade Social

Educação se sobressai em Índice Paulista de Responsabilidade Social

Ferramenta avalia cidades paulistas a cada dois anos

A Educação de Praia Grande teve um desempenho positivo no Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS), ferramenta de avaliação dos 645 municípios paulistas, cujos resultados foram divulgados na última semana. Os números anunciados referem-se ao ano de 2010 em comparação com 2008. O estudo é realizado a cada dois anos.

De acordo com o IPRS, a taxa de atendimento escolar de crianças de 4 a 5 anos elevou-se de 75,3% para 81,1%; a média da proporção de alunos da rede pública que atingiram o nível adequado nas provas de português e matemática (5º ano do Ensino Fundamental) aumentou de 30,8% para 41,5%; a média da proporção de alunos da rede pública, que atingiram o nível adequado nas provas de português e matemática (9º ano do ensino fundamental) cresceu de 11,7% para 17,8% e o percentual de alunos com atraso escolar no ensino médio reduziu-se de 25,9% para 23,0%.

O município realizou avanços nesta dimensão, somando pontos no período e melhorando sua posição no ranking, embora seu índice ainda seja inferior à média geral das cidades paulistas.

De acordo com a Secretária de Educação, Sandra Galvão, a evolução no que diz respeito ao ensino público municipal deve-se às mudanças implementadas nos últimos anos. “Estabelecemos novas metas e elaboramos Parâmetros Essenciais e Materiais de Apoio para o município, tendo como base os descritores das várias avaliações oficiais, como Prova Brasil, Provinha Brasil, SAEB ( Sistema de Avaliação da Educação da Básica) e SARESP (Sistema de Avaliação da Rede do Estado de São Paulo)”.

Segundo Sandra, uma das ações mais bem sucedidas foi a alfabetização dos alunos no 1.º ano, pois “a defasagem na aquisição da escrita e leitura gerava altos índices de prejuízos ao processo de aprendizagem dos conteúdos pertinentes ao ano de escolaridade”.

Para diminuir a defasagem de idade/ano/escolaridade, a Seduc estabeleceu parceria com o Instituto IAB (Alfa e Beto), através do MEC. O projeto denominado PAA (Projeto de Aceleração de Aprendizagem) foi implantado em 26 unidades escolares, por dois anos. “Neste período, cerca de 800 alunos tiveram seu fluxo de escolaridade corrigido, que agregado ao desempenho acadêmico, levou-os a obter o sucesso almejado”, explica a secretária.

Para este ano, Sandra planeja iniciar novas ações a partir do trabalho já implementado, porém com um foco maior no atendimento do Ensino Fundamental II (6º a 9º ano), que ainda apresenta fragilidades a serem sanadas. “Além disso, o Material de Apoio, elaborado antes apenas para Infantil I, II e 1.º ano, será estendido para os demais anos do Ensino Fundamental I, proporcionando aos professores uma importante ferramenta pedagógica”.

IPRS – Criado em 2000 pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), em parceria com a Fundação Seade, o Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS) chega à sua sétima edição, com o objetivo de avaliar a qualidade de vida nos municípios paulistas e fornecer subsídios para os gestores na formulação de políticas públicas.

Reconhecido pelos pesquisadores e por organismos internacionais, o IPRS é um indicador inspirado no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e exprime sinteticamente um conjunto de dimensões para mensurar as condições de vida da população. Assim, consideram-se as dimensões riqueza, longevidade e escolaridade, de forma a caracterizar a posição da unidade territorial (município, região administrativa, Estado) de acordo com sua situação em cada dimensão e também dentro de uma tipologia elaborada a partir da combinação dessas dimensões.

Fonte: http://www.praiagrande.sp.gov.br/

Deixe seu Comentário »

Facebook

www.ebgconsultoria.com - Likebox